Escritores Independentes

#99. Por que tem tanto conteúdo ruim?

Quantas páginas você segue que martelam sempre o mesmo assunto dia após dia após dia após dia, sem nenhuma novidade? Tem mais, quantas você sabe que o conteúdo não tá nem tão bom assim, que poderia ser melhor, mas você curte de qualquer modo por que espera que na próxima vez venha algo mais engraçado.

Quantos conteúdos realmente inteligentes, instigantes, bem desenvolvidos e bem pensados você confere aí nas redes sociais? Pois é, são poucos. E a ironia da vida é que eu quero falar sobre isso bem nesse novo episódio com esse novo formato de 3 minutos. 

Meu nome é Vinicios Lombardi, esse é o podcast escritores independentes e hoje eu quero entender, por que tem tanto conteúdo ruim nas redes sociais?

Bom pra começar, o que é um conteúdo ruim?

Para mim, um conteúdo ruim é aquele em que dica não muda nada, ou que o conteúdo em si não foi bem absorvido pela própria pessoa que está passando a informação. E aí você sente que ela está apenas replicando, copiando e colando, outro conteúdo.

Aliás, esse pode ser o parâmetro para todos os quesitos. Conteúdo ruim é aquele produzido sem pensar, apenas repassando e replicando algo que viu. Ou seja, reencenar um vídeo que achou engraçado (e aí fazer sem graça, ou sem nada novo), enfim, uma cópia barata e mal feita sem propósito.

Então, o que seria um bom conteúdo? 

E aí não tem nada a ver com técnica ou originalidade, ou nada disso. Pra mim, um bom conteúdo é aquele que tem propósito genuíno. Ou um propósito maior do que “quero ganhar seguidores igual essa pessoa ganhou”. Saca?

Bons conteúdos são aqueles usados para exorcizar um demônio, ou compartilhar um sentimento, ou fazer rir, ou movimentar uma galera. Enfim, são conteúdos que, pra mim, estão em favor de algo que você sente de verdade.

Será que estamos ajudando nessa? 

Uns dias atrás eu postei um stories bem revoltado reclamando da quantidade absurda de dicas ruins que estão povoando os feeds dos autores. Vários conteúdos repetitivos e toda essa bobajada de ver gente sem nenhuma criatividade ensinando “como superar o bloqueio criativo”. E aí recebi as respostas óbvias de “mas o algoritmo exige”, “mas se não for assim não conseguimos espaço”, etc. E aí eu deixo a questão, ok, o Algoritmo exige que você poste todos os dias, mas ele não exige que você poste uma porcaria todos os dias. Sei lá, coloque ao menos um pouco de sentimento na coisa que está indo ao ar. Pare de replicar como um autômato sem pensar nas dicas ou no que você está dizendo. E pare de achar que a sua “dica”, entre muitas aspas, irá mudar a vida de alguém. É bem raro isso acontecer, para de achar que tem sempre alguém que sabe menos e comece a tratar a pessoas como adultos funcionais capazes de discutir sobre coisas mais profundas. Eu quero conversar sobre estratégias reais de conquistar mais autores e de mudar o mercado literário independente. Tô cansado de perfilzinho aí que só fica dando as mesmas 5 dicas de livros e falando sobre os mesmos 5 temas. 

Acho que é isso que eu tinha pra falar hoje. Curtiu esse formato enxuto? Deixa sua crítica lá no perfil dos escritores independentes no Instagram.

Belezinha? Obrigado e até a próxima! 

Confira também o episódio:

Exit mobile version